Salmos 143

1 Ó SENHOR, ouve minha oração; inclina teus ouvidos às minhas súplicas; responde-me segundo tua fidelidade e tua justiça.

2 E não entres em juízo com teu servo; porque nenhum ser vivo será justo diante de ti.

3 Pois o inimigo persegue minha alma, atropela na terra a minha vida; e me obriga a viver na escuridão, como os que há muito tempo morreram.

4 Por isso meu espírito se enche de angústia em mim, e meu coração está desesperado dentro de mim.

5 Lembro-me dos dias antigos, eu considero todos os teus feitos; medito nas obras de tuas mãos.

6 Levanto minhas mãos a ti; minha alma tem sede de ti como a terra seca.

7 Responde-me depressa, SENHOR; porque meu espírito está muito fraco; não escondas tua face de mim, pois eu seria semelhante aos que descem à cova.

8 De madrugada faze com que eu ouça tua bondade, porque em ti confio; faze-me saber o caminho que devo seguir, porque a ti levanto minha alma.

9 Livra-me de meus inimigos, SENHOR; pois em ti eu me escondo.

10 Ensina-me a fazer a tua vontade, pois tu és meu Deus; teu bom Espírito me guie por terra plana.

11 Vivifica-me por teu nome, SENHOR; por tua justiça tira minha alma da angústia.

12 E por tua bondade extermina os meus inimigos; e destrói a todos os que afligem a minha alma; pois eu sou teu servo.

Este site ainda está em produção. Os estudos estão sendo implementados gradualmente. Em breve os comentários de todos os capítulos estarão completos.